Campos dos Goytacazes
São João da Barra
São Francisco de Itabapoana
Italva
Cardoso Moreira

Campos dos Goytacazes, Domingo, 19 de Maio de 2024

No último final de semana a OAB-Campos sediou o 5º Colégio de Presidentes das Subseções da OAB-RJ.

É a primeira vez que Campos dos Goytacazes realiza o Colégio de Presidentes das Subseções.


20/03/2023 10h30

O primeiro Colégio de Presidentes das Subseções da Ordem dos Advogados do Brasil do Estado do Rio de Janeiro (OAB-RJ), realizado em Campos dos Goytacazes no último final de semana, confirmou a unidade em defesa da Democracia e da advocacia fluminense. O evento reuniu 63 presidentes de subseções, além do presidente da OAB-RJ, Luciano Bandeira, da vice-presidente Ana Tereza Basílio,  do diretor do Departamento de Apoio às Subseções (DAS), Fábio Nogueira, entre outras autoridades. O Colégio elaborou uma carta com pleitos e posicionamentos da advocacia do Estado do Rio, lida pelo anfitrião, o presidente da 12ª Subseção, Filipe Estefan.
O Colégio de Presidentes abordou temas como questões envolvendo Direito Previdenciário e o INSS, convênio firmado com a Universidade de Vassouras, Projeto 6º ano, criado pela OAB Jovem, novos programas da CAARJ. Problemas a respeito da morosidade na digitalização de processos, escassez de servidores nas serventias, morosidade na expedição de mandado de pagamento , bem como , morosidade do Banco do Brasil em pagar os mandados , além das demandas levadas aos corregedores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), juiz auxiliar Marcelo Oliveira da Silva, e do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), desembargador Marcelo Augusto Souto .
Anfitrião do evento, o presidente da 12ª Subseção, Filipe Estefan, ressalta a importância da união demonstrada pela advocacia.  

- Recebemos os 63 presidentes de Subseções, a diretoria da OAB, da CAARJ. Ficamos imersos em plenárias, discutindo questões de relevância para advocacia e do bom funcionamento dos tribunais. Tivemos a presença do juiz auxiliar corregedor do Tribunal de Justiça e do desembargador corregedor do TRT, onde os presidentes puderam passar expor as demandas dos advogados e advogadas sobre as graves questões que mais incomodam a categoria. Isso resultou em um
a carta feita por todos os presidentes depois de amplas discussões, que será encaminhada aos tribunais, divididas com os advogados, bem como da sociedade.
O presidente da OAB-RJ, Luciano Bandeira, classificou como “bastante positivo” o encontro realizado em Campos:
- É um momento importante, de integração, a realização pela primeira vez em Campos dos Goytacazes. Demonstra a importância e a grandeza da advocacia da região e a dedicação que a Ordem tem a toda advocacia do Estado de forma igual.  Vamos realizar em agosto (dias 21 e 22 de agosto, na Marina da Glória) uma grande conferência estadual da advocacia depois de três anos de pandemia e vamos poder retomar este contato direto e teremos, também, a Conferência Nacional em Belo Horizonte, no mês de Novembro. A presença dos presidentes aqui demonstra a união da Ordem e de todas as suas 63 Subseções com um único objetivo: aprofundar a defesa da advocacia, das prerrogativas e criar uma advocacia efetivamente sustentável, com condições para que todos possam se desenvolver plenamente  – destacou.
Vice-presidente da Seccional, Ana Tereza Basílio frisou a importância da demonstração de união da advocacia e busca por soluções para os problemas que atingem a advocacia fluminense. 
- Esse evento é de suma importância no momento em que toda advocacia do Rio de Janeiro se une para discutir nossos problemas, nossas dificuldades e, principalmente, para trazer soluções. Campos foi escolhida pela importância do Norte Fluminense. Temos milhares de colegas que trabalham no Norte Fluminense então a ideia foi prestigiar desta vez a região. E foram muitos avanços registrados. Nessa sexta tivemos uma reunião muito proveitosa com o juiz auxiliar responsável pela Corregedoria do TJRJ, vários problemas foram relatados pelas diversas regiões de nosso Estado. O mesmo com o corregedor-geral do TRT1. E sabemos que muitas providências serão tomadas para a solução. 
Organizador do Colégio, o diretor do DAS, Fábio Nogueira, aponta que novos eventos acontecerão no interior do Estado.
- Primeiro uma demonstração que a Seccional tem preocupação com as subseções do interior. Estamos fazendo este evento em Campos dos Goytacazes para reafirmar nossa atenção com as Subseções como um todo. Segundo é um momento que os presidentes de Subseções têm oportunidade de expor suas necessidades, suas angústias. É um momento próprio em que podemos debater, discutir ideias e trazer soluções para melhorar o trabalho da advocacia de todo o Estado do Rio de Janeiro. Para o segundo semestre, outro Colégio de Presidentes também será realizado numa cidade do interior.
 A Voz dos presidentes
“O Colégio sempre é muito bem visto e Campos está sendo diferente. Está sendo bem proveitoso, as pautas muito pertinentes ao dia a dia da advocacia, que enfrenta momentos difíceis, de turbulências com o Judiciário. E estamos aqui para buscar soluções. O Colégio é a hora da integração maior entre os presidentes e está sendo muito bom”
Ilson Ribeiro, presidente da Subseção de Mangaratiba
“Foi um colégio com muito resultado. Estamos saindo daqui com uma carta que, com certeza, surtirá muito efeito. Estou muito feliz pela Subseção de Campos por ter nos abraçado, nos acolhido neste final de semana para que pudéssemos fazer um Colégio de sucesso”
Andreia Pereira, presidente da Subseção de São Gonçalo  
“Este evento é extremamente relevante para nós, que somos gestores, diretores de Ordem. É o momento em que toda a advocacia consegue se manifestar através de seus representantes. Isso é muito importante para nós, porque assim conseguimos levar as demandas e temos as respostas. Estou achando maravilhoso, Campos é uma cidade muito bacana, fomos muito bem recebidos e sairemos daqui ainda mais engajados”
Paulo Dutra, presidente da Subseção de Magé/Guapimirim
 

Abertura do 5º Colégio de Presidentes Foto: Bruno Mirandella de Edmar Soares Filho


1

Dúvidas? Chame no WhatsApp