Campos dos Goytacazes
São João da Barra
São Francisco de Itabapoana
Italva
Cardoso Moreira

Campos dos Goytacazes, Domingo, 04 de Dezembro de 2022

OABRJ externa enorme preocupação com vulnerabilidades no sistema do TRT1

Eduardo Sarmento


14/11/2022 08h55

A Seccional tomou conhecimento, no fim desta sexta-feira, dia 11, de problemas relacionados à segurança do sistema eletrônico do Tribunal Regional do Trabalho da 1a Região.

Segundo as primeiras informações, foram descobertas vulnerabilidades na plataforma da corte trabalhista, o que permitiu, inclusive, a transferência indevida de valores depositados em juízo.

Por meio de nota oficial, a OABRJ demonstrou enorme preocupação com o caso e com os prejuízos que a paralisação preventiva de algumas funcionalidades pode causar aos colegas. A Ordem se colocou à disposição para contribuir com o que for possível para a resolução do caso e evitar mais problemas para a advocacia.

Leia a nota na íntegra:

 

Nota oficial

A OABRJ recebeu consternada a notícia envolvendo fraude nos pagamentos de alvarás, com ocorrência de graves violações ao sistema eletrônico do TRT1, o que culminou na liberação de valores depositados à disposição da Justiça do Trabalho.

A despeito da sensibilidade inerente ao tema, é certo que, para além da questão institucional que envolve o TRT1, há inegável insegurança quanto à estabilidade do sistema. Além disso, é inequívoco o prejuízo causado pela paralisação da expedição dos alvarás eletrônicos e suspensão preventiva dos sistemas Siscondj, Sif e pesquisa patrimonial.

A OABRJ esclarece à advocacia que está acompanhando o desenrolar dos fatos e que se ofereceu para colaborar com a administração do TRT1 no que for possível, além de destacar a necessidade de instauração de um grupo de trabalho para acompanhar e discutir todos os efeitos e soluções para este caso. A prioridade da Ordem é auxiliar a advocacia, por isso a enorme preocupação com o processamento e expedição dos alvarás.

Por fim, a Seccional entende que a transparência deve ser marca registrada da administração pública, sendo imprescindível a resolução deste problema e um posicionamento oficial do TRT1.


1

Dúvidas? Chame no WhatsApp