Campos dos Goytacazes
São João da Barra
São Francisco de Itabapoana
Italva
Cardoso Moreira

Campos dos Goytacazes, Terça, 17 de Julho de 2018

Em Campos, Conselho Seccional homenageia Marcos Bruno

Em sessão histórica, realizada pela primeira vez fora da cidade do Rio de Janeiro, o Conselho Seccional reuniu-se nesta quinta-feira, dia 12, em Campos dos Goytacazes, cidade natal de seu decano, Marcos Bruno, para uma noite de homenagens.


13/04/2018 13h29

Fonte: redação da Tribuna do Advogado

Eduardo Sarmento
Em sessão histórica, realizada pela primeira vez fora da cidade do Rio de Janeiro, o Conselho Seccional reuniu-se nesta quinta-feira, dia 12, em Campos dos Goytacazes, cidade natal de seu decano, Marcos Bruno, para uma noite de homenagens. O presidente da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz, entregou a Bruno a medalha Raymundo Faoro, honraria concedida àqueles com relevantes serviços prestados à advocacia. Cercado de colegas, familiares e amigos, o homenageado falou de sua trajetória, exaltou suas referências na profissão e ressaltou a construção coletiva da Ordem como entidade representativa da sociedade.
Foto: Lula Aparício |   Clique para ampliar
"Jamais pensei que chegaria até aqui. Esta comenda não é minha, mas de todos os que me acompanharam. Não fiz nada demais, mas fiz tudo o que devia. Jamais dei um passo atrás, a não ser por estratégia. Não é possível exercer a nossa profissão de forma solitária, aprendi muito com mestres como Sergio Fisher e Lousada Câmara, mas continuo aprendendo com os jovens", disse, diante do repleto auditório da Subseção de Campos.
Ao anunciar a condecoração, ainda em dezembro de 2017, durante o encerramento da Conferência Nacional dos Advogados realizada em São Paulo, Felipe destacou a importância de Bruno por toda sua dedicação. Na noite desta quinta, o presidente da OAB/RJ pediu ao decano do Conselho que siga passando às novas gerações valores fundamentais para o exercício da advocacia. "Somos nada mais do que um projeto construído com o empenho de muitos. Esperamos que sua contribuição esteja só começando, embora já seja longa. Queremos que você continue a mostrar a importância da participação na vida de Ordem, a ensinar as pessoas a arte da tolerância e a beleza estética de ser um democrata. Não com certezas absolutas, mas com o pensamento limpo e tranquilo de sempre", elogiou Felipe. 
Ao ler um currículo resumido de Bruno, o tesoureiro da Seccional e presidente da Comissão de Prerrogativas, Luciano Bandeira, ressaltou o espírito humano do homenageado, sublinhando sua atuação no sentido de "construir uma sociedade melhor, mais justa e capaz de produzir pessoas felizes".
Foto: Lula Aparício|   Clique para ampliar
Emocionado, Bruno foi muito aplaudido ao garantir que prosseguiria com sua participação na Seccional e ao apontar sua família como fundamental em sua história. Com 76 anos, ele tem 42 de atividade na Ordem, tendo sido conselheiro por mais de um período e presidente da Subseção de Campos entre 1979 e 1981, com atuação destacada durante o período de ditadura militar no Brasil. "É mais de metade da minha vida", lembrou, antes de apontar a humildade como uma das características essenciais aos advogados. "A defesa do Direito não pressupõe arrogância. Muitas vezes, é preciso simplesmente sair e meter o pé na lama para defender um cliente ou um colega. Isso não está em nenhum manual", ensinou.
A atuação do advogado em âmbito local foi abordada pelo presidente da OAB/Campos, Humberto Nobre, que agradecido definiu Bruno como referência e "um farol para todos os advogados do município". Ele pontuou, também, a importância da realização de uma sessão ordinária do Conselho Seccional além dos limites da cidade do Rio de Janeiro. "Ao menos para a advocacia, Campos é, hoje, a capital do estado", resumiu.
Indo na mesma direção de Nobre, Felipe reiterou o compromisso da Seccional com o interior, lembrando que muitos dos atuais dirigentes da entidade tiveram atuações marcantes em diversas regiões. "Fui coordenador do Departamento de Apoio às Subseções. Além de mim, estão aqui, seja compondo esta mesa, seja como protagonistas no dia a dia da Ordem, vários ex-comandantes de subseções", afirmou, citando Luciano e o coordenador do Departamento de Apoio às Subseções (DAS) Ricardo Menezes, que presidiram a OAB/Barra; o vice-presidente da Caarj, Fred Mendes, que esteve à frente da Subseção da Leopoldina; e o presidente do DAS, Carlos André Pedrazzi, ex-mandatário da OAB/Nova Friburgo.

Foto: Lula Aparício |   Clique para ampliar
Formaram a mesa do evento, ainda, o secretário-geral, a secretária-adjunta e o procurador-geral da Seccional, respectivamente Marcus Vinicius Cordeiro, Ana Amelia Mena Barreto e Fábio Nogueira.
Compareceram também o diretor do Centro de Documentação e Pesquisa da Seccional, Aderson Bussinger; os presidentes das subseções de Campo Grande, Mauro Pereira; Petrópolis, Marcelo Schaefer; São Fidélis, Rodrigo Gentil; Iguaba Grande, Margoth Cardoso; e Mangaratiba, Ilson Ribeiro; a presidente da OAB Mulher, Marisa Gaudio, e a recém-eleita presidente do IAB, Rita Cortez.